Universidades suecas promovem desafio para atrair estudantes brasileiros

3 de abril de 2013 - 11:59

alt src=http://www.uece.br/uece/images/stories/science-without-borders.jpg

 

 

O desafio Suécia-Brasil Sem Fronteiras, uma competição na internet, foi lançado com o intuito de atrair estudantes brasileiros interessados em participar do Programa Ciência sem Fronteiras na Suécia. As inscrições vão até 7 de abril pelo site do concurso www.swedenbrazil.com.

 

Para entrar no desafio o estudante deve se cadastrar no site e criar uma conta. Em seguida, responder a questões sobre conhecimentos gerais, indústria, educação, inovação e curiosidades sobre a Suécia e as relações sueco-brasileiras, além de escrever um depoimento pessoal com, no máximo 300 palavras, para compartilhar nas redes sociais. Seis finalistas serão escolhidos e deverão gravar um vídeo de dois minutos sobre o tema “Escolha uma invenção sueca e nos conte como ela facilita sua vida no Brasil”. As regras de participação estão detalhadas no site.

 

Os dois primeiros colocados no desafio vão ganhar viagem de uma semana para a Suécia, com passagens e acomodação pagas. Lá terão oportunidade de fazer visitas a empresas suecas e universidades. Além disso, os finalistas concorrerão a uma vaga de estágio de um mês no Centro de Pesquisa e Inovação Brasil-Suécia (CISB), fundado pela SAAB, empresa sueca líder em tecnologia nos setores aeroespacial, defesa e segurança civil.

 

São parceiras na ação várias universidades suecas, entre elas a Uppsala, que está no ranking Top 100 do Academic Ranking of World Universities 2012. Também são associadas a Chalmers, KTH, Linköping, BTH, Borås, Lund, Linné, Luleå, Malmö, Mitt Universitetet, Mälardalen, Skövde e Umeå.

 

Longa relação – O principal objetivo da ação é atrair estudantes que tenham interesse em estudar na Suécia por intermédio do programa de bolsas do Ciência sem Fronteiras. A ligação entre os dois países não começa com esse programa. Há décadas, ambos são parceiros estratégicos e trabalham para promover o desenvolvimento sustentável. Além disso, a Suécia tem grande capacidade de se adaptar aos novos desafios globais.

 

A proximidade entre os dois países é facilmente comprovada pela presença de grandes empresas suecas que atuam há décadas no Brasil, tais como Saab, Stora Enso, Scania, Volvo, Ericsson, Electrolux, Elekta, SKF e outras. A indústria sueca, aliás, conta com mais de 200 empresas no Brasil, gerando mais de 60 mil empregos. São Paulo hoje é considerada a principal cidade de negócios para as empresas suecas em todo o mundo, superando até mesmo Estocolmo.

 

E, por conta dessa relação, a Suécia disponibiliza para brasileiros mais de 2 mil bolsas de estudo, de diversos níveis de formação, em 26 universidades com alto nível de qualidade de ensino. Com didática focada em trabalhos que são realizados em equipe, o estudante bolsista pode estar perto das mais novas tendências em tecnologia e desenvolvimento sustentável. Atualmente o país acolhe mais de 35 mil estudantes e pesquisadores estrangeiros que buscam novos desafios de aprendizagem.

 

Fonte: Ciência Sem Fronteira com informações do Centro de Pesquisa e Inovação Brasil-Suécia (CISB)