Dia da Consciência Negra será celebrado com III Seminário do Nuafro/Uece

19 de novembro de 2018 - 19:26

 

 

alt

O Dia Nacional da Consciência Negra será celebrado no Brasil nesta terça-feira, dia 20, e para comemorar a data o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Afrobrasilidade, Gênero e Família (Nuafro/Uece) realiza na quarta-feira (21), o “III Seminário Afrocearensidades: Enfrentamento do Racismo Estrutural na Década dos Afrodescendentes”. O evento acontecerá das 8h às 22h, no Auditório Central, Campus Itaperi.

O seminário objetiva fomentar a discussão sobre as relações étnico-raciais no contexto cearense, tendo em vista a negação histórica da existência da população negra em nosso Estado. Além disso, visa pautar as particularidades da Negritude no Ceará e estimular o debate sobre a disputa dos territórios Quilombolas e da intolerância religiosa aos adeptxs das religiões de matriz Africana. Ademais, busca fomentar a discussão sobre a identidade da mulher negra Cearense e discutir a questão do extermínio da Juventude Negra no Ceará.

Em sua terceira edição, sempre realizado no mês da Consciência Negra, o Seminário busca apontar a importância de mostrar à sociedade que não há espaço para estigmatização, preconceito ou qualquer forma de repressão ou de exclusão à população negra, a qual tanto ensina com suas batalhas, com suas vivências, com sua cultura e com suas resistências. Portanto, dialogar com a negritude do Estado do Ceará emerge como prioridade do referido seminário.

As inscrições ainda estão abertas até o dia do evento e podem ser realizada pelo site http://uece.br/eventos/iiiseminarioafrocearensidades/

 

 Dia Nacional da Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra é comemorado no dia 20 de novembro em homenagem à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, assassinado nesse dia pelas tropas coloniais brasileiras, em 1695.

Localizado em Alagoas, o quilombo era onde os escravos se refugiavam e que chegou a atingir uma população estimada entre 25 a 30 mil habitantes, e durou quase 100 anos. Na década de 1970, um grupo de quilombolas no Rio Grande do Sul cunhou o dia 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra: uma data para lembrar e homenagear o líder do Quilombo dos Palmares.

A representação do dia ganhou força a partir de 1978, quando surgiu o Movimento Negro Unificado no País, que transformou a data em nacional.

A lei federal de 2011 (12.519) institui o 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra. A adoção dos feriados fica por conta de leis municipais.