Secretarias e Órgãos
Telefones úteis
Redes Sociais

Calendário
Abril 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 1 2 3 4 5
Noticias
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Uece vence primeiro Hackathon da Inteligência Cidadã do Estado
PDF
Imprimir
E-mail
Sex, 02 de Fevereiro de 2018 14:23

 

Estudantes do curso de Ciência da Computação da Uece criam aplicativo que possibilitará acesso aos gastos de obras públicas

Com o objetivo de reunir pessoas e projetos que, por meio de ferramentas tecnológicas baseadas em interfaces digitais, traduzam e facilitem o acesso e uso dos dados pelos cidadãos, a Caiena Desenvolvimento de Software Ltda, o Banco Mundial e a Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado do Ceará (CGE), realizaram no último sábado (27/01), na Universidade Estadual do Ceará (Uece), a final do primeiro Hackathon da Inteligência Cidadã do Estado.

 

alt

 

O projeto visa o desenvolvimento do "Sistema Público de Relacionamento com o Cidadão do Ceará (SPRC)", que estará disponível a partir do final de março, chamado "Ceará Transparente".

O concurso contou com 36 equipes inscritas e dez selecionadas para a grande final. Entre elas, a equipe vencedora, formada pelos alunos do curso de Ciência da Computação da Uece, Matheus Araújo, Xênia Marques, Ivo Pimenta, Edson Moreira e Francisco José Cardoso. Os vencedores contaram com a colaboração dos colegas Marcos Prata, Eduardo Patrick, Pablo Gonzalez, Lucas Frota, membros do grupo de estudos Appice, do qual fazem parte.

 

alt

 

A proposta da equipe, chamada "Ceará Interativo", consiste em um software informativo e receptivo de avaliações, disponível na palma da mão, por meio de um smartphone. O software deve informar facilmente sobre quais obras estão gastando mais dinheiro público e, pelos rankings exibidos no aplicativo, se estão dando retorno ou não para a sociedade.

"A sociedade vai poder ter mais conhecimento sobre os gastos e com mais facilidade. (...) Isso vai possibilitar que as pessoas não apenas tenham acesso, mas que avaliem, deem sugestões e até denunciem possíveis irregularidades", destaca a estudante vencedora Xênia Marques.

 

alt

 

Para a coordenadora do curso de Ciência da Computação da Uece, professora Ana Luiza Barros, "essa foi mais uma oportunidade do nosso curso mostrar seu valor e sua importância. Nosso objetivo agora é finalizar o aplicativo vencedor, que foi bastante elogiado pelo júri do evento, para apresentação no dia do lançamento do Ceará Transparente", ressaltou a docente.

 

alt

 

A equipe da Uece, assim como as demais, foi avaliada por um júri formado de cientista social, mestres em Inteligência Artificial, engenheiro de software, especialistas em comunicação, especialista em UX design e economista da Caiena, além de auditores da CGE. Os critérios avaliados na final foram:

1. Relevância: o potencial de impacto da solução em prol da cidadania, da inclusão, da melhoria do serviço público e de controle social;
2. Criatividade: o quanto a ideia é inovadora e se destaca em relação às práticas já existentes;
3. Design: o quanto a solução proposta é simples, intuitiva e amigável para os cidadãos com relação ao aspecto funcional;
4. Viabilidade: o quanto a proposta é condizente e viável com a realidade da estrutura dos dados abertos do Governo do Estado do Ceará.

Além da equipe da Uece, a primeira edição do Hackathon da Inteligência Cidadã premiou mais um grupo, em segunda colocação, na Categoria Geral e duas de Ensino Médio. Os quatro projetos premiados estarão presentes entre as "Soluções da Sociedade" de aplicativos, sites e afins destacados entre os primeiros no Portal do Governo Executivo Estadual do Ceará. Todos os membros receberam certificado digital de Menção Honrosa, além da premiação em dinheiro.