Secretarias e Órgãos
Telefones úteis
Redes Sociais

Calendário
Outubro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
Noticias
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Primeiro curso de Nutrição do Ceará comemora Jubileu de Rubi
PDF
Imprimir
E-mail
Qua, 09 de Agosto de 2017 09:13

 

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) foi pioneira na oferta do curso de Nutrição no Estado. O Jubileu de Rubi será comemorado em cerimônia que acontecerá no próximo dia 10 de agosto, no Theatro José de Alencar, momento em que 20 concludentes do curso colarão grau.

Criado em 1977, o curso de Nutrição do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Estadual do Ceará (Uece) comemora, durante todo o ano de 2017, seus 40 anos de existência, alcançados no último dia 1º de agosto.

Sua primeira turma foi iniciada quando a Uece tinha apenas dois anos de fundação, com o objetivo de atender a necessidade da Instituição em ampliar sua oferta de cursos na área da saúde, bem como atender também à sociedade, pois, como explica a diretora do CCS, professora Glaucia Posso Lima, era um "momento histórico em que os cursos de Nutrição se multiplicavam no Brasil em resposta às necessidades do mundo do trabalho".

Ao longo dos anos, a oferta pela Uece de cursos da área de Nutrição foi ampliada e aperfeiçoada. O curso de graduação passou por reforma curricular com o objetivo de formar bacharéis nutricionistas, com caráter generalista, para atuação nas diferentes áreas da Nutrição. Porém, preocupada em manter seus cursos sempre atualizados, a Uece está mais uma vez em discussão sobre o tema.

Além do curso de graduação, a Uece oferece também cursos de pós-graduação lato e stricto sensu, sendo também pioneira na formação de mestres em Nutrição no Ceará, por meio do Mestrado Acadêmico em Nutrição e Saúde, iniciado em 2011.

Com isso, a Uece já formou, até o semestre letivo 2016.1, 1.299 nutricionistas e 57 mestres, além de outras conquistas já alcançadas, como na avaliação do Guia do Estudante, que deu ao curso 5 estrelas, sinônimo de excelência.

Nutrição é também um dos cursos mais concorridos na Uece. No último vestibular da Instituição, 2017.2, ficou em segundo lugar, com 26,47 candidatos para cada vaga.

De acordo com a diretora do CCS, que é formada em Nutrição pela Uece e professora do curso, "o Jubileu de Rubi é sinônimo de vitória e desafio. Vitória por superar o pioneirismo da graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão em Nutrição. Desafio de manter a excelência dos méritos conquistados", enfatiza Glaucia Posso.

A atual coordenadora do curso, também graduada pela Uece, Clarice Maria Araújo Chagas Vergara, conta que, para celebrar o Jubileu, foi organizada variada programação durante todo o ano, incluindo várias homenagens a egressos da 1ª turma e ex-professores. "O curso está com diferentes eventos comemorativos em alusão a esta data tão importante para a história da profissão do nutricionista no Ceará, no Nordeste e no Brasil".

Entre os principais eventos, está a cerimônia de comemoração dos 40 anos de criação do curso, que acontecerá junto à solenidade de Colação de Grau para 20 concludentes, a ser realizada na próxima quinta-feira, 10 de agosto, às 18h, no Theatro José de Alencar.

Para saber mais sobre o curso de Nutrição da Uece, a diretora do CCS, professora Glaucia Posso Lima, narra um breve histórico que resume essas quatro importantes décadas de "vitória e desafio":

O Curso de Nutrição da Universidade Estadual do Ceará foi o primeiro curso a formar nutricionistas no estado, criado em 1977, atendeu a uma demanda interna da Universidade de ampliar sua oferta de cursos na área da saúde, e à demanda externa, por ser este o momento histórico em que os cursos de nutrição se multiplicavam no Brasil em resposta às necessidades do mercado.  O curso iniciou no segundo semestre de 1977, sendo aprovado pelo Conselho Federal de Educação em 1983.

Seguindo a tendência dos cursos de nutrição pioneiros no Brasil, a formação dos profissionais dava maior ênfase às áreas de Nutrição Clínica e Administração de Unidades de Alimentação. Em 1985 o processo formativo foi aperfeiçoado por meio da implantação de novas disciplinas e ampliação da carga horária de algumas já existentes.

Em 1992 foi realizado um primeiro diagnóstico do curso, o qual demonstrou a necessidade da reformulação curricular, resultado que foi discutido coletivamente no "Simpósio Reforma Curricular e Planejamento Estratégico para o Curso de Nutrição" realizado em 1993.

O processo de reforma curricular então iniciado ensejou uma série de encontros científicos para discussão da formação com participação de docentes e pesquisadores nacionais, e uma pesquisa sobre o nutricionista e o mercado de trabalho em Fortaleza. Esta movimentação culminou com a definição de uma proposta que contemplou filosofia, objetivos, justificativa, perfil do profissional a ser formado, metodologia, critérios de avaliação e elenco de disciplinas do curso tomando como parâmetro as recomendações da Comissão de Estudos sobre Programas Acadêmicos em Nutrição e Dietética na América Latina (CEPANDAL).

Esse processo envolveu docentes, discentes e uma assessoria pedagógica, e resultou na instituição em 1999 do currículo atual que subsidia o Projeto Pedagógico do Curso visando formar bacharéis nutricionistas, com caráter generalista para atuar nas diferentes áreas do campo da Nutrição.

O Curso de Nutrição da UECE oferta 30 vagas semestralmente e desde a formação de sua primeira turma até o período 2016.1 formou 1299 nutricionistas, estando sempre entre os cursos mais concorridos da UECE. Possui carga horária mínima obrigatória de 4.165 horas, com duração mínima de 4,5 anos e máxima de 7 anos. O currículo procura à luz do conhecimento científico considerar o homem enquanto ser histórico, com direitos de cidadania a serem garantidos, dentre eles a saúde, alimentação e nutrição, guardando coerência com os princípios do Sistema Único de Saúde e com a Política de Segurança Alimentar e Nutricional.

Entre 2014 e 2015, foi realizado um novo diagnóstico do curso, utilizando como parâmetros as Diretrizes Curriculares Nacionais e o Programa de Reorientação da Formação dos Profissionais de Saúde (Pró-Saúde), cujo resultado subsidia atualmente as discussões do Núcleo Docente Estruturante, instância responsável pelo acompanhamento, consolidação, atualização constante e propostas de reformulação do Projeto Pedagógico do Curso.

Além da oferta de Cursos de Especialização, o Curso de Nutrição da UECE conta com o Mestrado Acadêmico em Nutrição e Saúde, que iniciado em 2011 é pioneiro na formação de Mestres em Nutrição no estado do Ceará. É demandado por profissionais do Norte e Nordeste do País e desde a formação de sua primeira turma em 2013 até 2017 formou 57 mestres, contribuindo assim para a consolidação do campo científico da Nutrição no Ceará e no Brasil.