Secretarias e Órgãos
Telefones úteis
Redes Sociais

Calendário
Maio 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje126
mod_vvisit_counterOntem172
mod_vvisit_counterEsta semana464
mod_vvisit_counterSemana passada987
mod_vvisit_counterEste mês3552
mod_vvisit_counterMês passado5925
mod_vvisit_counterTodos os dias12538

We have: 3 guests, 1 bots online
Your IP: 54.80.39.89
 , 
Today: Mai 23, 2017
Noticias
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Alunos do Pronatec Campo aprendem manuseio de material orgânico para plantio



Como diz a mais famosa frase de Lavoisier, "na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma". O ciclo dos nutrientes no mundo natural pode ser observado, aprendido e usado a nosso favor. Como exemplo temos os alunos do Pronatec Campo, do curso de Agricultor Orgânico, que estão aprendendo a coletar o esterco, processá-lo e utilizá-lo como adubo para nova geração de nutrientes que beneficiarão o plantio.




Em aula prática, sob orientação do professor Anderson Chaves Mourão e da coordenadora local de Limoeiro do Norte-CE, Maria Divina Chaves, os estudantes recolhem essa matéria orgânica para, em seguida, submetê-la ao processo de curtição.




"Os alunos coletam esterco no curral de ovinos e caprinos e, com ele, é feito uma pilha no chão, que será molhado diariamente e revirado a cada dois ou três dias. Após 30 dias, o esterco estará pronto para uso nos canteiros da horta que será confeccionado pelos próprios estudantes", explica Divina Chaves.

A curtição do esterco se faz necessária para que o nitrogênio altamente concentrado seja parcialmente evaporado e evite que a planta, o solo e a água sofram as consequências desse excesso.




"O esterco de bovinos, de caprinos e outros, quando não manejado e utilizado corretamente, podem poluir o solo e fontes de água. Na agricultura orgânica é possível sua utilização de maneira correta no plantio. Portanto, os alunos estão aprendendo a fazer e obter o adubo orgânico que irão utilizar em sua horta", acrescenta Anderson Mourão.




De acordo com a coordenadora local, o curso procura atender as necessidades da comunidade, proporcionando o conhecimento das principais técnicas de produção envolvidas dentro de um sistema orgânico, buscando que essa atividade seja economicamente viável, socialmente justa e ecologicamente correta.




O curso de Agricultor Orgânico do Pronatec, ministrado em 160 horas, executa com base nas técnicas da produção orgânica, o manejo do solo e das culturas, a produção de sementes e mudas, o transplante, a colheita, comercialização e logística de produtos orgânicos. Cultiva e beneficia produtos orgânicos com base na legislação vigente e em consonância com as normas certificadoras. Utiliza manejo agroecológico integrado de pragas, doenças e plantas espontâneas. Opera e regula maquinário e implementos agrícolas exclusivos para utilização em sistemas orgânicos de produção.