Secretarias e Órgãos
Telefones úteis
Redes Sociais

Calendário
Julho 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3
Noticias
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Como criar a identidade da empresa para começar um negócio

Quando pensamos em todos os processos envolvidos na criação de um negócio, não é preciso ser nenhum especialista para saber que não basta oferecer ao mercado um bom produto ou serviço. Criar e saber gerenciar a identidade da empresa é tão importante quanto qualquer outro fator, além de ser um diferencial na hora de garantir a competitividade.

Seja para um produto, seja para uma marca, seja para uma empresa, estabelecer essa identidade significa tomar um posicionamento e trabalhar a maneira como seus clientes atuais ou potenciais enxergam sua empresa diante dos concorrentes. É a famosa cereja do bolo.

E quando falamos em startups, essa identidade é essencial, já que geralmente essas empresas estão nascendo, demarcando seu lugar no mercado e procurando investidores que acreditem no discurso apresentado. A identidade é uma reunião de todos esses elementos e é ele que vai ajudar a tornar sua marca relevante e interessante para o seu público-alvo.

A identidade é a cara da sua empresa. Ou seja, está presente na maneira como ela se apresenta, nas características dos materiais de marketing ― no assunto, complexidade e relevância dos textos publicados na rede, na linguagem utilizada e no modo como trata os leitores ―, além da maneira como se posiciona em relação a reclamações e assim por diante.

E por mais que pareça uma tarefa simples, os estudos e os fatores levados em consideração na hora de construir a identidade da empresa podem ser bastante complexos. É preciso prospectar o público-alvo, mapear as personas, avaliar a segmentação de atuação, entre outras ações. A boa notícia é que vamos avaliar esse processo passo a passo neste artigo. Então, acompanhe com a gente!

A identidade da empresa por meio do marketing de conteúdo

Uma vez que o objetivo de qualquer negócio é a conversão de clientes, a efetividade em se falar com o público certo é uma das grandes responsáveis por assegurar a autoridade da sua marca no mercado. E essa autoridade se conquista quando a marca contribui com a vida do público que quer alcançar, gerando conteúdo que agregue valor e demonstrando ser especialista na área em que atua.

Em outras palavras: se a sua empresa descobrir a linguagem e o DNA do seu marketing de conteúdo, vai oferecer dicas e conselhos que resolvam problemas ou mesmo despertem a vontade de aprender mais sobre o seu segmento. Assim, sua marca terá fãs e seguidores que continuarão acompanhando a plataforma de conteúdo mesmo depois de se tornarem clientes fidelizados.

Até porque, um dos pilares do marketing de conteúdo é justamente melhorar e facilitar a vida das pessoas. Por isso, uma empresa que está buscando espaço em um mercado extremamente competitivo precisa mostrar que está interessada em ajudar. Para tanto, tem de observar sua base de clientes e prospects para reunir características comuns entre eles, incluindo comportamentos que se repetem, desafios, dores de negócio e expectativas e, a partir disso, elaborar um plano de comunicação.

Vale lembrar que uma boa interação é aquela que inspira e transmite segurança. Com isso, sua empresa pode ser vista como uma parceira que está pronta para o atendimento caso apareça alguma dificuldade ao usufruir do produto ou serviço. Por mais que um cliente goste da identidade da empresa, ele sabe que, vez ou outra, algo pode sair diferente do esperado. Saber conciliar tudo isso também é parte do estabelecimento dessa identidade.

Estudando e mapeando as personas

Quem se aventura no mundo dos negócios sabe que nem sempre as estratégias esforçadas e bem intencionadas são sinônimo de resultado garantido. É preciso direcionar e alinhar a força de ação aos interesses e necessidades do público-alvo.

E para direcionar ações de marketing digital, por exemplo, é preciso mapear muito bem as personas do seu negócio. Lembrando que uma persona é a representação de um cliente padrão da sua empresa, ou seja, um personagem fictício que reúne as principais características dos seus consumidores.

Se você estiver questionando o motivo de precisar criar uma persona para estabelecer sua identidade empresarial, saiba que tudo está relacionado: depois de definir o consumidor ideal, todas as iniciativas serão orientadas com base nele, tornando a estratégia mais eficiente e à prova de erros.

Na hora de definir essa persona, é importante deixar o instinto e os palpites de lado. Entrevistar clientes, pesquisar em fóruns e entender a dor do seu público-alvo são os melhores caminhos para saber quem realmente vai se interessar pelo seu produto ou serviço

Descobrir a persona ideal tem inúmeras vantagens. Uma delas é dar velocidade à geração de leads, abastecendo seu time de vendas com oportunidades reais de negócios. Outro ponto importante é que o custo de aquisição de clientes aumenta consideravelmente se a sua marca investir em uma identidade que não converse com o seu mercado.

Em suma, ao fazer um bom trabalho, as pessoas se sentem ajudadas e amparadas nos momentos de dúvidas. A recompensa será a consolidação da identidade da empresa, o aumento no número de clientes e o posicionamento na frente dos concorrentes.

Fonte: Inovaparq